Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
20.04.17
ED. 5603

Cavendish deixa sua marca na Marginal

A iminente delação de Paulo Preto, ex-diretor da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), deverá jogar luz sobre a ainda pouco badalada atuação do empreiteiro Fernando Cavendish em São Paulo. Durante a gestão tucana, a Delta Engenharia teria contabilizado mais de R$ 1,2 bilhão em contratos com o governo do estado. O maior deles, no valor aproximado de R$ 800 milhões, envolveu as obras de ampliação da Marginal do Tietê. Paulo Preto poderá falar com a propriedade de quem participou da contratação da Delta, mais conhecida pelas suas travessuras no governo Cabral. Procurada, a Dersa informa não ter conhecimento de qualquer denúncia relacionada à referida obra.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.04.17
ED. 5603

Lactalis tira leite de pedra

A Lactalis está tirando o sono dos pecuaristas dos Pampas. Com o poder de quem capta 25% de toda a produção de leite do Rio Grande do Sul, o grupo francês tem achatado o preço de referência dos contratos para menos de R$ 1 por litro, patamar praticado no estado. Quem não aceita as imposições da companhia que tente vender para outro. Os produtores gaúchos esperam que seja apenas um interregno na lua de mel com os franceses. No ano passado, a Lactalis, que comprou os ativos da BRF na área de laticínios, transferiu a sede da sua subsidiária brasileira de São Paulo para Porto Alegre.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.04.17
ED. 5603

A Lava Jato aos olhos do “Príncipe”

Um uspiano da corte do “Príncipe dos Sociólogos” fez um apanhado das sacadas de FHC sobre o impacto das delações da Odebrecht na psicologia dos grãos-tucanos presidenciáveis: “O Serra, como sempre, vai ser o mais frio, mantendo-se calado e distante, no aguardo de que o desenrolar dos fatos o favoreça. O Aécio, com seu jeito brigão, mais parece um furacão que espalha areia para todos os lados e aquece os assuntos mais do que deveria. O Alckmin é o mais sereno e quem está tratando os assuntos como se deve, rebatendo as acusações com firmeza e da forma mais contida”. FHC confia que o fator tempo tornará cada vez mais viva a responsabilidade do PT sobre os escândalos denunciados. “O PT protagonizou na primeira hora a Lava Jato. Até prova em contrário, a primeira versão é aquela que deixa marcas indeléveis”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.04.17
ED. 5603

Bye bye, Brasil

A Maersk está apagando o Brasil do seu mapa-múndi. Colocou à venda a Mercosul Line, seu braço de cabotagem, e os ativos em óleo e gás: 20% do campo de Wahoo e 27% de Itaipu. A Mercosul Line confirmou ao RR a negociação do seu controle. Já a Maersk Oil não se pronunciou sobre a venda dos blocos de óleo e gás.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.04.17
ED. 5603

O jeito Doria de ser

Assim que terminou o encontro com o Papa Francisco, ontem, uma equipe da comunicação da Prefeitura já esperava por João Doria na Praça São Pedro. Foram 14 minutos de depoimento para as redes sociais sobre a conversa com o Pontífice, que mal durou um minuto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.04.17
ED. 5603

Belo Monte em bloco

A chinesa Zhejiang Electric Power Construction (ZEPC) vai fazer um arrastão no capital de Belo Monte. Além de uma parcela das ações da Eletrobras, negocia também a compra das participações da Cemig e Light, que são uma só, e da Petros. A pescaria deverá dar à ZEPC mais de 30% da usina, transformando-a na segunda maior acionista, atrás apenas da própria Eletrobras.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.04.17
ED. 5603

Um comprador para a QGDI

Com uma dívida de curto prazo da ordem de R$ 1 bilhão, a Queiroz Galvão busca um comprador para a QGDI, sua incorporadora imobiliária.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.04.17
ED. 5603

Será um déjà-vu no sindicalismo do ABC?

Nasce uma flor no deserto da política brasileira. O nome da rosa é Rafael Marques. A novidade remonta aos primórdios, quando surgia uma liderança trabalhista, que também usava macacão de fábrica. Assim como Lula foi presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema, Rafael é presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Grande ABC paulista. As semelhanças não terminam aí. Lula sempre teve claro que a população do país era de corte conservador, que jamais seria bolchevique, conforme fantasiavam seus pares.

O avanço possível, portanto, teria de se dar através de um acordo permanentemente renovado entre o trabalho (setores menos favorecidos) e as elites; um pacto que, aliás, começou de forma indireta – pela via do controle inflacionário – no governo Fernando Henrique Cardoso, e parece ter-se esgarçado de forma definitiva no governo Temer. Rafael Marques não somente pensa igual, como é mais propositivo. Tem na ponta da língua um longo cardápio de medidas alternativas que poderiam integrar as reformas da previdência, trabalhista e tributária. Detém também o conhecimento das representações dos setores da economia e a evolução do emprego, produtividade e participação no PIB, o que lhe permite enxergar pelo alto onde estão as possibilidades de aliança e negociações.

Rafael é Lula até debaixo d’água e não vê alternativa para as esquerdas a não ser a candidatura do ex-presidente. Mas, ao mesmo tempo, defende uma renovação da política, conspurcada pela Lava Jato. Em São Bernardo, Santo André e São Caetano do Sul onde tudo começou, participantes atilados do sindicalismo profundo enxergam razoável possibilidade de um raio cair duas vezes no mesmo lugar. No próximo dia 28, Rafael terá um primeiro teste como líder trabalhista. É um dos principais organizadores da greve geral marcada para aquela data.

Para todos os efeitos, ele faz o seu dever de casa direitinho. Afirma que não disputará mais um mandato no Sindicato, do qual está à frente desde 2012, e que também não será candidato a deputado federal em 2018. Nenhuma palavra sobre o tema Presidência da República. Isso não é assunto para ele, um lulista de carteirinha, tratar em público. Quem quiser que fale. Marques tem a pinta da renovação da esquerda e parece deter o condão de reagrupar as centrais sindicais e fundir novamente o lulismo com o petismo.

Quem o diz são alguns caciques do partido, que no murmúrio das conspirações deixam entreouvir o nome do sindicalista como contendor à altura em um enfrentamento com João Doria, Jair Bolsonaro e Marina Silva. Mas e a eterna esfinge, Luiz Inácio Lula da Silva? Sua candidatura se encontra cada vez mais próxima do impedimento. No entanto, como diz o cientista político Wanderley Guilherme dos Santos, “castrar a potencial candidatura de Lula é café pequeno. Ele detém fabuloso e invulnerável estoque de votos plurais e o dedo que lhe falta é o da delação, não o da vitória. Para onde apontar lá terão milhões de votos”. Rafael Marques é a novidade que pode estar postada bem à frente do dedo indicador de Lula. Mas falta foco, diria o leitor. Tudo a seu tempo. Por enquanto, Lula é o único candidato do PT à presidência.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.04.17
ED. 5603

Reconstrução

A Mac Empreendimentos Imobiliários, que encerrou uma joint venture de 11 anos com a Cyrela, já saiu em busca de uma nova “cara-metade”. O seu principal alvo seria a Gafisa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.04.17
ED. 5603

O que é que Sergipe tem?

A título de registro: a Justiça Federal de Sergipe virou o porto seguro da Federação Nacional dos Petroleiros. Em dezembro, suspendeu a venda da BR e de outros ativos da Petrobras. Agora, cancelou a negociação de Carcará.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.04.17
ED. 5603

Ponto final

Estas empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Eletrobras, Cemig, Petros, MAC, Gafi sa, Lactalis e Queiroz Galvão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.