Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
04.01.17
ED. 5531

Coteminas encontra em casa o CEO que tanto buscava

Josué Gomes da Silva reza diariamente para todos os santos do barroco mineiro agradecendo por sua candidatura a ministro do governo Dilma ou mesmo a senador pelo PMDB-MG terem se dissolvido que nem um melaço de cana. A volúpia pelas libações cívicas foi superada. Josué prefere arder no inferno que tem consumido seus dias na presidência da Coteminas. As frituras da política lhe deixaram marcas indeléveis. A empresa vem sofrendo ajuste lento e profundo.

O compromisso de Josué é honrar a memória do seu pai, José Alencar, e trazer a Coteminas de volta aos tempos triunfantes. Não há a mais remota disposição de partir para uma governança profissional. O CEO que vinha procurando sempre esteve dentro dele. O comando executivo é seu, a presidência do Conselho é sua e ele mete o bedelho nos demais cargos decisivos.

O saneamento da companhia tem sido feito com um pé no Brasil e outro nos Estados Unidos. É pano para cá, retalho para lá. Não é para menos. A Coteminas deverá sangrar novamente no balanço de 2016. O prejuízo acumulado nos últimos quatro anos de perdas consecutivas superará os R$ 300 milhões, já contabilizado o resultado de 2016 – até setembro, o déficit beirou os R$ 100 milhões.

A receita de venda teve crescimento próximo de zero em relação a 2015. Josué, contudo, está de corpo inteiro na luta pelo ajuste. O número de empregados está sendo cortado em 20%, caindo para 8,5 mil funcionários; duas fábricas foram fechadas no Rio Grande do Norte e mais três deverão seguir o mesmo caminho: duas no Brasil e uma nos Estados Unidos. Das 31 unidades industriais originais da Springs Global – controlada da Coteminas – restam apenas cinco fábricas.

Consultada pelo RR, a empresa não quis se pronunciar. A receita em dez anos despencou de R$ 4,7 bilhões para R$ 2,2 bilhões, com grande impacto nos resultados da Coteminas, já que a Springs responde por 90% da receita do grupo. A ampliação do número delojas da Artex e MMartan será toda feita com franquias e dos 80 pontos de venda próprios, 30 adotarão o modelo de franquia.

Por outro lado, os investimentos programados em logística, lançamento de produtos e tecnologia deverão chegar a R$ 200 milhões no ano que vem, o dobro do que foi desembolsado em 2016. Mas cuidado! Vale um alerta aos incautos. Se alguém perguntar se ele ainda pensa em procurar um CEO para a companhia, é capaz de receber um palavrão pela fuça.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.01.17
ED. 5531

Leão afia suas garras digitais

A Fazenda está catando tudo que é caquinho para aumentar a arrecadação. Há estudos para a taxação de todos os produtos adquiridos em sites internacionais, notadamente os chineses. Hoje, as mercadorias de até US$ 50 estão isentas. Enquanto a decisão não sai, a ordem para a Receita Federal é apertar o cerco a todas as compras feitas em empresas de e-commerce no exterior.

Ainda no primeiro trimestre deste ano, o órgão vai implantar um novo sistema informatizado de fiscalização, o Siscomex Remessa Postal – informação confirmada ao RR pela própria Receita. Trata-se de uma versão do Siscomex Remessa Expressa, utilizado desde o ano passado no controle de encomendas por serviços de courier.

A tecnologia permitirá o monitoramento eletrônico de mercadorias, em parceria com empresas de transporte internacionais e os próprios Correios. Em 2015, os brasileiros gastaram o equivalente a US$ 2 bilhões em compras nos sites internacionais, com um tíquete médio de US$ 35 – convenientemente abaixo do piso tributável. Para 2016, a estimativa é que o volume de produtos tenha passado dos US$ 2,3 bilhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.01.17
ED. 5531

McDonald ́s ganha caloria na crise

Nem tudo é má notícia: a Arcos Dorados, controladora do McDonald ́s na América Latina, está decidida a abrir 30 restaurantes no país em 2017. Para efeito de comparação, nos últimos 12 meses, a companhia ganhou 21 novas lojas no Brasil. A propósito: no ano, a margem Ebitda do McDonald ́s no país cresceu de 8,4% para 11%, uma evidência contábil de que a crise faz mal ao estômago, mas não necessariamente às redes de fast food.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.01.17
ED. 5531

John Deere respira aliviada: parou de piorar

Os R$ 450 milhões investidos pela John Deere na sua operação brasileira começaram a surtir efeito. Mas ainda não será em 2016 que a companhia norte-americana conseguirá conter a queda nas vendas. A diferença é que, dessa vez, a retração ficará próxima de 10%, metade dos 20% dos últimos três anos. Procurada, a John Deere informou que não divulga números por país.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.01.17
ED. 5531

Curado ou enfermo?

Frederico Curado, ex-CEO da Embraer, está deixando o cargo de diretor executivo criado para ele em julho do ano passado, no teatro da sucessão encenado em São José dos Campos. Ao se afastar definitivamente da Embraer, perderá a guarida jurídica da empresa. Isso no momento em que minoritários da companhia nos Estados Unidos pulam na sua jugular devido às denúncias de corrupção. Procurada, a Embraer confirmou a saída de Curado, garantindo que ela já estava prevista desde o ano passado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.01.17
ED. 5531

Repeteco

Sai ano, entra ano e a Camargo Corrêa não para de vender ativos. O grupo tenta agora se livrar da CCDI, seu braço de incorporação imobiliária.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.01.17
ED. 5531

À francesa

O BNP Paribas não sabe o que fazer com sua operação de varejo no Brasil, leia-se a carteira de crédito ao consumidor da Cetelem. Quer dizer, saber até sabe. O difícil é encontrar quem pague o valor que os franceses querem pelo ativo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.01.17
ED. 5531

Trem de pouso

A Brookfield mantém tratativas com a Invepar para a compra de uma participação no Aeroporto de Guarulhos. Seria a estreia dos canadenses em infraestrutura aeroportuária no Brasil – o grupo já atua em concessões de rodovias e ferrovias.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.01.17
ED. 5531

No silêncio, uma catedral…

Edir Macedo teve uma epifania. Olhou para uma das arenas do Parque Olímpico, no Rio, e enxergou uma bela catedral.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.01.17
ED. 5531

Óleo fervente

A Cargill, que comprou a divisão de óleos industriais da SGS Microingredients, prepara uma tesourada na operação. A fábrica de Ponta Grossa (PR) funciona com uma taxa de ociosidade acima dos 60%.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.01.17
ED. 5531

Ponto final

Procuradas, as seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Camargo Corrêa, McDonald ́s, BNP, Brookfield, Invepar e Cargill.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.