Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
30.11.16
ED. 5506

Togados lideram “eleição indireta para a presidência”

Se houver eleição indireta para presidente da República, os representantes do Judiciário terão predominância absoluta na disputa, com 67% de probabilidades de vitória. É o que indica uma sondagem feita pelo Relatório Reservado junto a sua base de assinantes – uma amostragem que reúne empresários, escritórios de advocacia, instituições financeiras, fundos de pensão e estatais. Para o RR, ressalte-se, eleição só na urna. Mas, diante das circunstâncias que cercam Michel Temer – acelerado derretimento político, o caso Geddel, o aperto do TSE, o risco Odebrecht etc – a newsletter fez a seguinte pergunta a seus assinantes: “Na sua avaliação, em caso de eventual vacância na presidência da República, quem tem mais chances de ser eleito pelo Congresso Nacional?” O equivalente a 3% do universo total da sondagem participou da consulta. Das 127 respostas, 29% apontaram a presidente do STF, Carmen Lúcia, como a mais forte candidata. Em segundo, com 23%, outro proveniente do Judiciário: o ex-ministro do Supremo Nelson Jobim. No quarto lugar, mais um egresso da “República dos Togados”: para 15% dos consultados, Gilmar Mendes seria o eleito pelo Congresso no caso do afastamento de Michel Temer.

 Em certa medida, a forte expectativa de que um togado comande um governo de transição reflete o momento de excessiva judicialização das grandes decisões nacionais. Pode-se depreender também que, no entendimento dos consultados, nenhum dos potenciais concorrentes ao Planalto em 2018 se sujeitaria a entrar em cena neste momento para cumprir um mandato-tampão. Talvez por isso o único enclave político nesse coeso bloco do Judiciário é um “candidato jubilado”: para 19% dos assinantes, Fernando Henrique Cardoso, apesar da sua idade avançada, surge como o terceiro nome com mais chances de vitória. Não obstante a reduzida popularidade entre o eleitorado em geral, FHC ainda manteria uma aura de condestável junto ao Congresso.

 Bem abaixo do quarteto que concentrou 86% das respostas viriam as zebras. Este bloco secundário é encabeçado por Rodrigo Maia, com 8% de probabilidade. Empatados, com 2% para cada um, dois personagens bem distintos: Jair Bolsonaro e Armínio Fraga. No primeiro caso, provavelmente os assinantes entendem que Bolsonaro seria o único com energia necessária – ou será autoritária? – para implementar as reformas estruturais de que o país precisa. Já a presença de Fraga indica que, para muitos, o governo de transição teria de se concentrar em uma única missão: o ajuste econômico. Curioso: Henrique Meirelles não foi lembrado em nenhuma das respostas. Se fosse há seis meses…

 Por fim, entre os outsiders dos outsiders, talvez a maior surpresa da lista: Abílio Diniz, com 1% das citações. Os “eleitores” de Diniz devem depositar em um bem-sucedido personagem da iniciativa privada a expectativa de uma gestão empresarial da máquina pública. Ao seu lado, também com 1%, mais um representante do Judiciário: Joaquim Barbosa. Ao que parece o julgamento do mensalão já caiu no esquecimento. E Sergio Moro? Potencial blockbuster das urnas, Moro seria traço em uma votação no Congresso. Afinal, que colégio eleitoral escolheria seu algoz?

 

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.11.16
ED. 5506

Triste lembrança

Se Nelson Rodrigues estivesse vivo, cunharia a seguinte máxima: o presidente argentino Mauricio Macri só é solidário na morte. Ontem, Macri ofereceu apoio aos familiares das vítimas do terrível acidente aéreo com o time da Chapecoense. Em meados da década passada, a mesma família Macri quebrou a maior empresa local, a Chapecó Alimentos, deixando cinco mil desempregados.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.11.16
ED. 5506

Marca do pênalti

Eleito no último sábado, o novo presidente do Palmeiras, Mauricio Galliote, já teria um grupo de investidores para financiar a compra da Allianz Arena, tirando da jogada a WTorre. Recentemente, aliás, o clube ganhou um processo de arbitragem contra a construtora, que alegava ter prioridade na venda dos 44 mil lugares do estádio. Teve de se contentar com dez mil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

A BlackFriday fez muito bem às ações das empresas de varejo. Nos últimos três dias, a cotação do Magazine Luiza subiu 6%. No caso da B2W, leia-se Submarino e Americanas.com, a alta foi ainda maior: 8% desde sexta-feira até o pregão de ontem.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.11.16
ED. 5506

Cetáceo

O que aproxima o deputado Baleia Rossi da Secretaria de Governo é o mesmo motivo que o afasta. Sua presença no cargo levará para dentro do Palácio do Planalto o longo histórico de parcerias com Michel Temer.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.11.16
ED. 5506

Caixa Seguridade

O governo pretende dar a partida no processo de abertura de capital da Caixa Seguridade em janeiro.

• As seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Caixa Seguridade.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.11.16
ED. 5506

Vermelho 21

O empresário Guilherme Paulus é um entusiasta da aprovação da lei que autoriza a abertura de cassinos no Brasil. Acha que uma roleta e um bacará cairiam muito bem em seus hotéis de Gramado e Foz do Iguaçu.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.11.16
ED. 5506

Na lata

O valor de venda da Metalic, fabricante de latas de aço que pertencia à CSN, causou estranheza no mercado. Os demais fabricantes do setor não conseguem entender o que a polonesa CanPack viu na companhia para pagar US$ 98 milhões a Benjamin Steinbruch. Até então, a maior oferta que o empresário havia recebido, da norte-americana Crown, não passou de US$ 40 milhões. A Metalic tem apenas 4% do mercado de embalagens e atende praticamente a um só cliente: Tasso Jereissati.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.11.16
ED. 5506

Saneamento

 A francesa Veolia Environnement negocia a compra da Manaus Ambiental, que pertence à Águas do Brasil .

• As seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Veolia e Águas do Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.11.16
ED. 5506

Home Depot

Nem tudo é má notícia na economia. A Home Depot, gigante do varejo de material de construção, retomou os estudos para se instalar no Brasil. Por conta da crise, os norte-americanos vislumbram a possibilidade de comprar redes a preços de ocasião.

• As seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Home Depot.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.