Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
26.07.16
ED. 5419

Pepsico quebra coco em busca do faturamento perdido

 A número 1 da Pepsico no Brasil, Andrea Napolitano, está há seis meses no cargo, diagnosticando porque os resultados da empresa estão tão aquém do esperado. Uma ficha pelo menos já caiu: a operação brasileira não atenderá às expectativas da matriz só com o crescimento orgânico. Andrea tem autorização para ir às compras e está seguindo à risca a determinação. Abriu negociações, no mês passado, para comprar a Coco do Vale, líder do mercado do Nordeste. A empresa fatura R$ 300 milhões, o equivalente a 10% da receita de todo o mercado de água de coco no Brasil. Somente com essa aquisição, a divisão coqueira da Pepsico no Brasil, puxada pela marca Kero Coco, fecharia o ano com 51% do segmento. É apenas um primeiro passo. Andrea tem que correr atrás de outras empresas para mostrar a que veio.  A operação da Pepsico no Brasil tem conseguido a proeza de perder cada vez mais sua importância para o grupo norte-americano. Já representou 4% da receita líquida mundial há cinco anos e hoje vale metade disso, atrás do México, Rússia, Canadá e Inglaterra, além do maior mercado, os Estados Unidos. A projeção da própria companhia é de que até o fim do ano o percentual deverá cair para 1% e o Brasil não ficará mais nem entre os dez maiores mercados do grupo. Andrea Napolitano veio para mitigar esse resultado negativo já no seu primeiro ano no comando. A executiva não gostou do que viu, aliás, o que seria impossível, e pretende imprimir sua marca de durona na gestão da empresa. Vai ter de apertar porcas e parafusos.  A controlada perdeu nada menos do que vinte pontos percentuais de participação de mercado nos últimos quatro anos. Mas o foco mesmo são as aquisições. Desde 2009 – quando adquiriu a Amacoco não fez uma única nova compra de fabricante. Apostou errado suas fichas no crescimento orgânico. O resultado foi que enquanto seu carro chefe, a Kero Coco, cresceu as vendas em volume de aproximadamente 10%, as suas duas principais concorrentes, Ducoco e Sococo, registram aumento de 15%. Você aí, se quiser vender sua fábrica de bebida, disque Pepsico. A chance é boa. • As seguintes empresas não se pronunciaram ou não comentaram o assunto: Pepsico e Coco do Vale.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.07.16
ED. 5419

Chineses espalham seus grãos pelo Brasil

 Mais um grande grupo do agribusiness chinês está desembarcando no Brasil. O nome da vez é a Shunxin Agriculture. Os asiáticos estão negociando a compra de terras no Mato Grosso, mais precisamente na região de Rondonópolis. Estima-se que as operações em curso girem em torno dos US$ 200 milhões. A prioridade é a produção e exportação de grãos, notadamente soja, para o mercado asiático. Segundo o RR apurou, os planos da Shunxin para o Brasil preveem ainda a construção de centros de armazenamento e investimentos na área de logística, leia-se concessões rodoviárias e ferroviárias.  A Shunxin Agriculture é um braço do Beijing Shunxin Holding Group, um sortido conglomerado empresarial com negócios nas áreas de real estate, energia renovável, saneamento e bebidas alcóolicas e faturamento superior a US$ 10 bilhões. A Shunxin Agriculture movimenta por ano cerca de US$ 2 bilhões em commodities agrícolas. Uma das pretensões da companhia é formar parcerias com outros grupos chineses do setor que operam no Brasil, casos notadamente da Cofco e da Hunan Dakang. Esta última comprou, em abril, uma participação de 57% da trading e processadora de grãos Fiagril, sediada no Mato Grosso. Já a Cofco herdou as operações da Noble Grain e da trading holandesa Nidera no país.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.07.16
ED. 5419

Caros amigos

 Um animado convescote reuniu no fim de semana o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, e George Sadala, famoso lobista ligado a Fernando Cavendish e Aécio Neves. O encontro ocorreu no restaurante Mr. Chow, em Miami. Poucas vezes se viu tanta alegria junta.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.07.16
ED. 5419

Biotecnologia

 A Biorigin, braço de biotecnologia da sucroalcooleira Zilor, tem despertado a cobiça de investidores norte-americanos. Dois fundos voltados à área de agrociência se candidataram à compra de uma participação na empresa. Com operações na cidade de Louisville, no Kentucky, a Biorigin é responsável por 20% do faturamento da Zilor, algo equivalente a R$ 400 milhões. • As seguintes empresas não se pronunciaram ou não comentaram o assunto: Zilor.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.07.16
ED. 5419

Jucá elétrico

 Em novo depoimento à Lava Jato, Sergio Machado teria desfiado um rosário de traquinagens do senador Romero Jucá na Eletronorte.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, recebeu a informação do diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, de que há um movimento embrionário entre os funcionários da agência para que seja feita uma operação tartaruga. O motivo são os cortes de quase 80% no orçamento da agência neste ano. O plano dos insurretos é esticar ao máximo prazos e retardar a aprovação de medidas. De uma forma bem dissimulada, o movimento contaria com o apoio da própria diretoria, que quer pressionar o governo a rever, pelo menos, parte dos cortes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.07.16
ED. 5419

Ida e volta

 Ao mesmo tempo em que está trazendo a rede de fast food Taco Bell para o Brasil, o empresário Carlos Wizard prepara o desembarque da cadeia de lojas Mundo Verde nos Estados Unidos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.07.16
ED. 5419

Só dá Jovair

 O deputado federal Jovair Arantes articula para que o aliado Lineu Olimpio de Souza reassuma a presidência da Conab. Souza, do PTB, foi exonerado do cargo ainda no governo de Dilma Rousseff. Jovair, não custa lembrar, já emplacou outro apadrinhado, Danilo Borges, em uma das diretorias da Conab.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.