Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
03.07.17
ED. 5652

Primeiramente, fora…

As redes sociais têm permitido à comunicação do Palácio do Planalto medir em tempo real a “popularidade” de Michel Temer. Cada post de Temer no Twitter, por exemplo, recebe, em média, 98% de comentários negativos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.05.17
ED. 5610

“Bombando” no twitter

Não deixa de ser curioso: Eduardo Cunha ganhou 40 mil seguidores no Twitter desde que foi preso, em outubro. Isso sem qualquer nova postagem de lá para cá, por motivos mais do que óbvios.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

As redes sociais ganharam um nome de alta patente: o general Eduardo Villas Boas, comandante do Exército, entrou no Twitter. Em uma semana, já arregimentou 2.393 seguidores. O timing é sintomático, como revelam seus primeiros tuítes, quase todos dedicados a um só tema: a atuação do Exército na segurança pública no Rio e no Espírito Santo. O general termina seus posts com a frase “A missão será cumprida”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.02.17
ED. 5551

Gritos do silêncio

Desde que teve sua prisão decretada, na última quinta-feira, Eike Batista ganhou cerca de 10 mil seguidores no Twitter. Nada mal tratando-se de alguém que não posta um novo tweet desde outubro e, pelo jeito, ficará longe das redes sociais por um longo tempo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.09.16
ED. 5460

A rede de Cunha

 Eduardo Cunha promete usar e abusar das redes sociais para destilar seu veneno. No último sábado, ele teve uma amostra do sucesso que a estratégia poderá alcançar. Em poucas horas, os ataques a Moreira Franco somaram mais de mil curtidas e compartilhamentos no Twitter.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.