Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
05.04.18
ED. 5840

Um pé fora da BRF

A posição da Tarpon Investimentos de não indicar representante para o novo Conselho da BRF tem por trás a decisão já tomada de deixar o negócio até o fim do ano.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.03.18
ED. 5819

Munição reforçada

No mercado, corre a informação de que, além de Abilio Diniz, a Standard Aberdeen também estaria aumentando a sua posição no capital da BRF. A gestora britânica é aliada da Tarpon Investimentos, da Previ e da Petros contra o empresário.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.02.18
ED. 5811

O “ex-ministro” de Huck

A re-desistência de Luciano Huck em disputar a Presidência foi uma ducha de água fria para Eduardo Mufarej, sócio da Tarpon. Nas reuniões do Renova Brasil, criado em parceria com Huck e outros endinheirados para financiar a formação de gestores públicos, Mufarej já era tratado, em tom gracioso, como futuro ministro da Educação.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

18.01.18
ED. 5789

Um prêmio de consolação para a Tarpon

A Tarpon Investimentos deverá partir para uma oferta de ações da Somos Educação em Bolsa. Por melhor que venha a ser o resultado da oferta, ela terá o gosto de uma confissão de fracasso. A operação funcionaria como uma válvula de escape à frustrada tentativa de venda de 30% da companhia. Nenhum candidato aceitou desembolsar algo em torno de R$ 700 milhões pelo quinhão, preço fixado pela gestora de recursos. Além de permitir à Tarpon reduzir a sua fatia acionária, de 74%, a oferta em bolsa serviria também como uma eventual porta de saída para o GIC, o fundo soberano de Cingapura, que tem 18% da Somos Educação. O senão é que provavelmente a gestora terá de engolir um valor mais baixo do que queria. Nas negociações para a venda de 30%, a Tarpon avaliou a Somos em quase R$ 20 a ação. Hoje, no mercado, o papel é negociado abaixo dos R$ 15.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.11.17
ED. 5738

Take over

Cotado para assumir a presidência da BRF, o nome do ex-Pão de Açúcar e ex-Carrefour Antonio Ramatis enfrenta forte resistência da Tarpon Investimentos. A gestora de recursos defende a indicação de um financista para o cargo. No fundo, o que a Tarpon não quer mesmo é entregar toda a gestão de bandeja para um “pau-mandado” de Abílio Diniz.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.10.17
ED. 5731

O início do fim

Há uma grande pressão de parte dos acionistas da Tarpon Investimentos para a venda da participação na BRF. O grupo é liderado por Eduardo Mufarej. A gestora de recursos tem acumulado seguidas perdas com a fabricante de alimentos. Para não falar das crescentes rusgas com Abilio Diniz.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.