Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
04.09.17
ED. 5697

Vendedor demais

Uma das variáveis que vêm atrapalhando a venda da Golden Cross é o excesso de “advisers”. Segundo o RR apurou, três diferentes interlocutores já bateram na porta da Qualicorp como mandatários da família Afonso.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.17
ED. 5680

Golden Cross na mira

Após pescar diversos bagrinhos no mercado de planos de saúde, a Qualicorp quer fisgar um peixe graúdo: a Golden Cross. Com a aquisição, a operadora de José Seripieri Jr. sairia de 1,3 milhão para 1,6 milhão de clientes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.06.17
ED. 5645

Qualicorp esbanja saúde, com ou sem Lula

A Qualicorp fechou a compra de 75% da Uniconsult, gestora de planos de saúde com 17 mil vidas. Com a aquisição, a operadora de José Seripieri Junior ampliará sua atuação no interior de São Paulo. Mais do que isso: se firma como uma consolidadora do setor. Em março, comprou a Asben por R$ 16 milhões – informação antecipada pelo RR na edição de 29 de março. Selou também um acordo para vender os planos da Unimed Fesp em São Paulo. Nem nos tempos de governo Lula, seu amigo do peito, Seripieri experimentou tamanha prosperidade. O que, aliás, sob determinada ótica, depõe a seu favor. Ao contrário dos rotineiros voos do ex-presidente no Cessna 680 do empresário.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.03.17
ED. 5588

Qualicorp leva seus planos para onde o povo está

Em meio a insistentes especulações sobre a venda do seu controle, a Qualicorp ensaia um salto nos braços do povo. A empresa de José Seripieri Junior está fechando a compra da carteira da Asben, o que significará sua entrada no mercado de planos de saúde populares. Por ora, trata-se de uma espécie de test driver no novo segmento.

O investimento será pequeno, de R$ 16 milhões, e o que está em jogo é a transferência de 26,7 mil vidas. Para efeito de comparação, esse número equivale a apenas 2% da atual carteira da Qualicorp, de 1,3 milhão de clientes, concentrados nas classes A e B. Procuradas pelo RR, Qualicorp e Asben confirmaram o acordo.

Seripieri tem outra bala na agulha, uma operação capaz de dar maior escala a sua empresa no segmento de planos populares. Trata-se de uma parceria com a Unimed Fesp que permitirá à Qualicorp vender e operar planos de saúde da bandeira Unimed em todo o estado de São Paulo pelo prazo de cinco anos. O acordo gira em torno dos R$ 35 milhões. José Seripieri Junior tem duas prioridades neste momento: diversificar a atuação da Qualicorp e desvincular sua imagem de Lula, identificação que já lhe levou ao céu e hoje o empurra na direção do inferno.

A primeira, sem dúvida, é a mais simples. Se, por um lado, Seripieri avança sobre as camadas mais baixas da sociedade no momento em que a taxa de desemprego sobe a ladeira, por outro aproveita-se dos efeitos da recessão sobre o valuation dos ativos. O empresário tem planos, inclusive, de criar uma marca voltada às classes C e D. Complicado mesmo é apagar da história sua relação de proximidade com o ex-presidente.

O Google, o atual guardião da memória coletiva, não lhe dá descanso. Ontem à tarde, por exemplo, quem fizesse uma busca pelos termos “Qualicorp” e “Lula” encontraria 13.700 resultados. Há menções desde a contratação da G4, empresa de Fabio Luis Lula da Silva, o Lulinha, pela operadora de planos de saúde até o período de descanso de Lula na mansão de Seripieri em Angra dos Reis. Para não falar das citações aos deslocamentos do ex-presidente a bordo do Cessna 680 do empresário.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.01.17
ED. 5530

Dono da Qualicorp esbanja saúde no réveillon

O sócio fundador da empresa de planos de saúde Qualicorp, José Seripieri Junior, comemorou a passagem do Ano Novo como se não houvesse outra. Júnior, como é mais conhecido, comandou uma queima de fogos na praia privê do condomínio Portogalo, em Angra dos Reis, de nove minutos. Foi de tirar o fôlego!

Cada um dos condôminos locais entrou com um dízimo para fazer as festas nos céus de Angra. Entre os doadores estavam ainda o ex-presidente do Banco Central Carlos Langoni e o ex-presidente do Banco Safra Carlos Alberto “Bigode” Vieira. Junior foi o grande contribuidor da vaquinha fogueteira: pagou o sétuplo de cada um dos nobres vizinhos, fração correspondente às sete casas de sua propriedade no condomínio.

Todas estão à venda, pela bagatela de US$ 2 milhões, em média, cada uma. Junior deve ter rezado com fé à Iansã para que ela ajude a transformar logo seus imóveis em liquidez, proteja seu compadre Lula e espante esse encosto curitibano para bem longe. Eparrêi!

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.10.16
ED. 5483

Balão de gás

 O recorrente vazamento de informações sobre a venda da Qualicorp tem feito bem aos acionistas da companhia, a começar por seu fundador, José Serepieri Filho. Desde junho, quando surgiram as primeiras notícias sobre a operação, o valor de mercado da empresa de planos de saúde já subiu 40%.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.09.16
ED. 5464

Adoecendo

 Corre pelo mercado a informação de que as negociações para a venda da Qualicorp às gestoras norte-americanas CVC e Carlyle emperraram. Não por acaso, nas últimas duas semanas a ação da operadora de plano de saúde caiu 14%.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

09.08.16
ED. 5429

Dúvida

• Manter ou não o empresário José Seripieri na gestão da Qualicorp? Esta é a dúvida que paira sobre o Carlyle e o GIC (fundo soberano de Cingapura), fortes candidatos à compra da operadora de planos de saúde. A permanência de Seripieri, ainda que por um período de transição, é vista pelos fundos como uma faca de dois gumes. Ninguém no país conhece tão bem o segmento de planos de saúde por adesão, modelo de negócio que ele próprio ajudou a montar. Em contrapartida, a presença de Seripieri empurra a Qualicorp para as piores páginas do noticiário. O empresário é investigado por supostas doações irregulares para a campanha de Fernando Pimentel.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.03.16
ED. 5326

BlackRock avança várias casas no capital da Qualicorp

 Às vezes, uma operação na bolsa não passa de uma operação na bolsa, tanto quanto um charuto pode ser apenas um charuto, como diria Freud. No entanto, haveria um “algo a mais” na sorrateira escalada do BlackRock no capital da Qualicorp. Por meio de seguidas aquisições feitas nas últimas semanas, a gestora norte-americana já amealhou cerca de 6% da empresa de planos de saúde, o suficiente para se tornar o segundo maior acionista individual, atrás apenas do sócio fundador da empresa, José Seripieri Jr. – dono de 20,2% por meio da L2 Participações. O BlackRock está longe de pisar no freio. O RR apurou que a administradora de recursos avança sobre a participação de outros minoritários: as negociações já engatilhadas lhe deixariam com algo próximo de 10% do capital. Desta forma, os norte-americanos passariam a ter uma posição extremamente privilegiada na Qualicorp, com condições de indicar um conselheiro e participar diretamente da gestão da companhia.  O BlackRock, que chegou a ser sócio minoritário da Dasa no início da década, tem planos de investir na área de saúde no Brasil, atraído pela desvalorização da moeda local e pelo baixo custo dos ativos na economia real. A Qualicorp é o típico exemplo de uma empresa arrumada, com uma boa posição em seu mercado e, sobretudo, depreciada. A ação da companhia está em seu menor patamar dos últimos cinco anos. Em 12 meses, caiu 45%. Em tempo: olhando-se para a empresa através de uma grande-angular, há quem enxergue que o momento seria propício até mesmo para uma investida da BlackRock sobre a participação do próprio José Seripieri, personagem que volta e meia surge sob os holofotes por conta da sua relação com o ex-presidente Lula. Mas isso é outra história. As seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Qualicorp e BlackRock

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.08.15
ED. 5195

Chá de sumiço

Os amigos de José Seripieri Jr. andam saudosos. O dono da Qualicorp reduziu sua presença em eventos e locais públicos. Seripieri, como se sabe, tem queridos amigos, a começar por Lula.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.