Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
13.07.17
ED. 5660

Reencarnação

A Pré-Sal Petróleo (PPSA), que já era dada como morta, está timidamente ressurgindo das cinzas. Vai, inclusive, contratar 15 funcionários, na contramão do processo de esvaziamento que sofreu nos últimos meses. Procurada, a PPSA confirmou o processo seletivo público.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 O presidente da natimorta Pré-Sal Petróleo S/A (PPSA), Oswaldo Pedrosa, está de saída da estatal. Pedrosa teria acertado com o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, que permanecerá até o fim de novembro, o tempo necessário para o governo definir o substituto ou – quem sabe? – extinguir a empresa de vez. A PPSA é um arremedo do projeto original, sem verba e com apenas 30 empregados. Consultada, a estatal disse não ter conhecimento sobre o assunto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.04.16
ED. 5344

Virou piche

 A PPSA, criada com pompa e circunstância para cuidar das operações no pré-sal, está prestes a ser extinta e transformada em um mero departamento do Ministério de Minas e Energia. Falta tudo à estatal: verba, funcionário e, acima de tudo, poder.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

13.01.16
ED. 5286

Camada profunda

 A Pré-Sal Petróleo S/A (PPSA) é um exemplo do quanto a “nova fronteira petrolífera” perdeu fôlego, inclusive dentro do governo. A estatal conta apenas com 30 funcionários, um terço do previsto. Além disso, faltam recursos. A diretoria da PPSA reivindica ao Ministério de Minas e Energia um adiantamento no repasse das verbas de 2016.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.