Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
03.05.18
ED. 5859

Rocha Loures

A norte-americana Mondelez já teria apresentado uma oferta pela fabricante de alimentos Nutrimental. Os valores giram em torno dos R$ 500 milhões. A cifra ainda está bem abaixo do que a família Rocha Loures – do notório deputado afastado Rodrigo Rocha Loures – pedia originalmente: algo próximo de R$ 900 milhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.04.18
ED. 5838

Unilever na disputa

Além da General Mills e da Mondelez, a Unilever também entrou no páreo pelo controle da Nutrimental. Trata-se da fabricante de barras de cereal pertencente à família Rocha Loures, cujo integrante mais notório é o deputado afastado Rodrigo Rocha Loures – famoso por outros tipos de guloseimas.Além da General Mills e da Mondelez, a Unilever também entrou no páreo pelo controle da Nutrimental. Trata-se da fabricante de barras de cereal pertencente à família Rocha Loures, cujo integrante mais notório é o deputado afastado Rodrigo Rocha Loures – famoso por outros tipos de guloseimas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.03.18
ED. 5818

Para o Brasil, os farelos da Mondelez

A operação brasileira foi a principal responsável pelo aumento de 5% das vendas da Mondelez em toda a América Latina no ano passado. Em média, os preços dos produtos da multinacional de alimentos subiram 10% no país. De quebra, o lucro ainda foi inflado por um ganho fiscal de US$ 153 milhões. Ainda assim, na semana passada, a Mondelez anunciou o fechamento de duas fábricas em São Paulo e a demissão de 1,4 mil trabalhadores.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.12.17
ED. 5774

Brasil tira uns farelos da receita da Mondelez

A crise brasileira deu uma mordida nos resultados da Mondelez na América Latina. Muito em função do desempenho da subsidiária brasileira, a participação da região no faturamento global da companhia caiu para 14%. Há cerca de três anos, no início da recessão no Brasil, a divisão latino-americana respondia por quase 18% das vendas totais da gigante norte-americana fabricante de biscoitos, chocolates e outras guloseimas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.05.16
ED. 5361

Mars aumenta suas calorias no Brasil

 A Mars vai investir aproximadamente R$ 1 bilhão no Brasil até 2022. Segundo o RR apurou, os recursos serão usados na expansão da estrutura logística e comercial e na ampliação do portfólio de produtos. Os planos preveem a construção de dois centros de distribuição, um no Norte e outro no Nordeste – regiões que, nos últimos anos, apresentam taxas de crescimento na venda de chocolates superiores à média nacional. Procurada pelo RR, a Mars confirmou o aporte. A empresa, no entanto, informa que os investimentos se restringirão à expansão industrial, sem mencionar projetos na área logística.  Se, no mundo, a Mars é um gigante do mercado de chocolates, no Brasil a empresa tem o tamanho de uma pastilha de M&M. Seu market share é inferior a 5%; as duas maiores fabricantes do país, Mondelez (Lacta) e Nestlé, dividem o topo do ranking, cada uma com 30% de participação. Nem é preciso confrontar a empresa com seus maiores competidores; basta a comparação Mars vs. Mars. Apenas 30% da receita da companhia no Brasil vêm do comércio de chocolate, seu maior negócio em todo o mundo. Os 70% restantes são decorrentes da venda de ração animal.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.03.16
ED. 5320

Tira-gosto

  A decisão da Mondelez de encerrar a sociedade com a BRF para a produção do cream cheese Philadelphia é apenas o tira-gosto. A disposição dos norte-americanos é romper de vez a parceria com a empresa de Abilio Diniz, suspendendo o acordo de distribuição firmado em 2008. Para a Mondelez, a BRF pouco se esforça para aumentar a venda de suas marcas no Brasil. Segundo o RR apurou, o grupo norte-americano já procura um novo parceiro, o que é negado pela companhia.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

  A JDE – fusão da holandesa D.E. Master Blenders 1753 com a norte-americana Mondelez – deverá construir uma fábrica de cápsulas de café na região de Montes Claros (MG). Entre os grandes produtores do país, como Nestlé e 3Corações, a empresa é a única fora desse clube. O prejuízo é grande.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.10.15
ED. 5218

Chocolate em pó

O presidente da Mondelez no Brasil, Cyro Gazola, já jogou a toalha em relação às metas de 2015. A antiga Kraft Foods dá como fato consumado uma queda em torno de 10% das suas vendas de chocolate no país. E pensar que, no início do ano, a companhia chegou a trabalhar com um crescimento projetado próximo dos dois dígitos. Procurada, a Mondelez não se pronunciou.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.