Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
07.06.17
ED. 5635

Rio Negócios é uma etapa nada nobre no currículo de Olavo Monteiro de Carvalho

O marquês de Salamanca meteu-se em um embrulho muito além da sua vã filosofia. Para os neófitos, o título nobiliárquico pertence ao empresário Olavo Monteiro de Carvalho,  presidente do Grupo Monteiro Aranha, que, junto com o Pão de Açúcar, Corcovado, Maracanã e outros monumentos mais e menos votados, é um dos símbolos do Rio de Janeiro. Olavo é presidente do Conselho da Rio Negócios, uma agência sem fins lucrativos, criada como um satélite independente da gestão Eduardo Paes e voltada para a promoção de novos empreendimentos, meio ambiente e desenvolvimento urbano.

Uma boa ideia, que entre tantas outras, depende da qualidade do seu entorno. Paes e Sérgio Cabral não são o melhor exemplo de parceria para qualquer agência. A dependência de ambos acabou deixando a Rio Negócios a ver navios. E o marquês de Salamanca, pendurado com a brocha na mão. Olavo Monteiro de Carvalho, como presidente do Conselho, é, em última instância, o responsável pelo “pepinódromo” que se tornou a Rio Negócios.

A agência está dando um calote no mercado de R$ 1,7 milhão. Só à Associação Comercial do Rio deve R$ 500 mil em aluguéis atrasados. Fora dessa conta estão os passivos trabalhistas, com várias rescisões feitas sem o pagamento dos compromissos fiscais correspondentes. O número de negócios expressivos feitos pela Rio Negócios forma um conjunto vazio. Mas os dedos das duas mãos teriam de ser multiplicados para enumerar o número de viagens de Marcelo Haddad, seu superintendente-geral.

Muita gente boa entrou nesse barco, junto com Olavo, mas, como ele assumiu o timão, ficará com o ônus dos desajustes e ineficiências da gestão. Marcelo Crivella, que quer distância do antecessor, não renovou o contrato firmado por Eduardo Paes, uma das âncoras financeiras da agência. Por enquanto, a saída encontrada é para lá de provinciana: abrir uma Niterói Negócios, no município do outro lado da ponte. O marquês de Salamanca entrou nessa por amor ao Rio, emprestando nome e tradição. Vai parar encalhado na terra de Arariboia com o espeto das contas na mão. Não era para ser assim.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.06.17
ED. 5631

Síndico ausente

O prefeito Marcelo Crivella analisa convites para participar de eventos religiosos no exterior entre a segunda e a terceira semana de setembro. Não por acaso, o período coincide com o “infernal” Rock in Rio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.05.17
ED. 5618

Quem precisa de Diário Oficial?

Mesmo sem Pasta, Marcelo Hodge Crivella segue ajudando a gestão do prefeito Marcelo Crivella. Em nome do pai, colabora na articulação política e até na interlocução de rotina com secretários. Ressalte-se que o prefeito chegou a nomear o rebento para a Casa Civil, mas o ato foi revogado pelo STF. Procurada, a Prefeitura informou que Marcelo Hodge “cumpre integralmente a decisão do Supremo e está afastado desde janeiro”. Consultada se, ainda assim, ele colabora informalmente com a gestão do pai, não se pronunciou.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.05.17
ED. 5610

Crivella faz aperto fiscal

Com uma projeção de déficit fiscal de R$ 4 bilhões para este ano, Marcelo Crivella vai passar um pente fino em mais de um milhão de imóveis que contam com isenção de IPTU no Rio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.04.17
ED. 5602

Crivella a caminho de Israel

Os cariocas ainda vão acabar se acostumando a uma cidade sem prefeito. Entre os bispos da Igreja Universal, já se dá como certa a presença de Marcelo Crivella em um dos principais eventos do ano: a Fogueira Santa do Monte Sinai, excursão religiosa a Israel que será realizada entre os dias 27 de novembro e 18 de dezembro. A Terra Santa sempre foi um dos destinos prediletos do pregador Crivella.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.03.17
ED. 5580

Sob as bênçãos do chefe

O presidente do Procon do Rio de Janeiro, o bispo da Igreja Universal Jorge Braz, é um dos colaboradores mais próximos do prefeito Marcelo Crivella. Sua influência junto ao alcaide é superior à de boa parte do secretariado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.03.17
ED. 5572

Gospel in Rio

No próximo dia 13 de julho, o Parque Olímpico do Rio sediará um grande evento de música evangélica. Dessa vez, é bem provável que o prefeito Marcelo Crivella caia na “folia”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.02.17
ED. 5567

Onipresente

Além da Cedae, Marcelo Crivella tenta interferir também na concessão do Maracanã. Crivella quer assegurar que os novos administradores liberem o estádio para eventos de interesse da Prefeitura. Aleluia!

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.02.17
ED. 5561

Secretaria da alegria

Ricardo Amaral, Boni e Roberto Medina, que conhecem como ninguém a vocação festeira do Rio, defendem que a melhor e mais barata iniciativa para esquentar o turismo é criar dezenas de eventos animados em todos os pontos da cidade, publicizados pela Prefeitura. A questão agora é fazer Marcelo Crivella cantar como a Ivete: “E vai rolar a festa…”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

12.01.17
ED. 5537

Dia santo

Marcelo Crivella resiste à ideia soprada por líderes evangélicos de realizar um grande ato ecumênico no Rio no feriado do próximo dia 20. Melhor não provocar a Igreja Católica logo no dia de São Sebastião, padroeiro da cidade.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.12.16
ED. 5524

Uma Garotinho já basta

Marcelo Crivella é um homem de fé. E, como tal, crê que Anthony Garotinho – pai da futura secretária de Trabalho do Rio, Clarissa Garotinho – fará a gentileza de não comparecer à sua posse na Prefeitura.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

As igrejas evangélicas, mesmo as rivais da Universal, estão organizando um culto coletivo para abençoar o futuro prefeito do Rio, Marcelo Crivella. Fala-se até em transmissão ao vivo na Record.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

crivella-rr-5512
08.12.16
ED. 5512

Profissão de fé

Com o perdão da metáfora, Marcelo Crivella é rápido no gatilho. Na própria terça-feira, fez chegar à Cúria Metropolitana sua indignação com a cena de um atirador da polícia flagrado na sacada da Igreja de São José, próxima à Alerj, durante as violentas manifestações no local. No dia seguinte, como se sabe, a cúpula da Segurança Pública e a própria primeira-dama do estado, Maria Lúcia Horta Jardim, pediram desculpas publicamente ao Arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.12.16
ED. 5511

Bipolaridade

Se o martelo fosse batido ontem, segundo uma fonte do RR, o futuro prefeito Marcelo Crivella nem sequer pensaria na nomeação de Índio da Costa para a Secretaria da Casa Civil. O motivo seria o excesso de proatividade de Índio na articulação política.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.11.16
ED. 5505

Baseado em fatos reais?

• Marcelo Crivella está convencido de que chegou a hora da sua vida virar um filme. Deve ser a proximidade com Luiz Carlos Barreto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

18.11.16
ED. 5498

Cavalo dado…

O PSB foi contra o apoio de Romário a Marcelo Crivella, mas nada fará para evitar que o senador indique um dos secretários do futuro prefeito.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.11.16
ED. 5494

Riotrilhos

Além de hospitais, do Maracanã e do Porto do Rio, Marcelo Crivella tem interesse na municipalização da Riotrilhos. A empresa é responsável pelo planejamento e fiscalização do transporte metroviário na cidade. O governador Pezão ficaria muito agradecido: seriam 400 servidores a menos na folha do estado. Não custa lembrar que o viceprefeito de Crivella, o engenheiro Fernando Mac Dowell foi diretor da Riotrilhos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

crivella-rr-09
09.11.16
ED. 5492

Crivella conclama uma legião de servidores da fé

 O Rio de Janeiro deverá ter uma experiência de governança compartilhada de uma cidade e de uma igreja sem precedentes na história brasileira. Marcelo Crivella pretende criar, pelo lado da fé, um contingente de “funcionários públicos” não remunerados. Não é difícil imaginar de onde viriam esses servidores. Evangélicos, notadamente os fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus, seriam recrutados para ajudar em trabalhos civis voluntários. Em uma cidade com os problemas do Rio, o naipe de possibilidades é incontável: distribuição de roupas, alimentos e remédios, campanhas de vacinação, construção e reforma de habitações populares, orientações básicas de saúde e higiene em comunidades carentes… Um mutirão que talvez só encontre paralelo nos serviços sociais prestados pelas Forças Armadas em regiões remotas do Brasil. Quando Crivella repete que sua gestão terá menos obra e mais gente, está contando do culto apenas a metade.  A proposta começou a ser discutida ainda durante a campanha eleitoral e, nos últimos dias, ganhou corpo na formação do plano de governo de Crivella. O novo prefeito não precisa de assessoria no assunto. Mas, se precisasse, não custa lembrar que na Câmara dos Vereadores há um personagem com conhecimento de causa: o ex-prefeito Cesar Maia participou de trabalhos voluntários durante seu exílio no Chile de Salvador Allende. Lá o culto era a Marx. Não deu certo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.11.16
ED. 5491

Milagre

A vitória de Marcelo Crivella já alcançou sua primeira graça: selou a paz entre o futuro prefeito e o pastor Silas Malafaia, seu antigo desafeto. Mais do que um acordo pessoal, significa dizer que a Igreja Universal e a Assembleia de Deus acertaram uma trégua. Há dois anos, quando Crivella se candidatou ao governo do Rio, Malafaia exortou os evangélicos a não votarem no Bispo. •••  Por falar em Crivella, nos últimos dias Cesar Maia abandonou a “neutralidade” do segundo turno e se aproximou bastante do prefeito eleito.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

crivella-rr-03
03.11.16
ED. 5488

Louvado seja I

 Caberá ao ex-presidente do BNDES Carlos Lessa montar o Conselho Consultivo da Prefeitura do Rio. Para assessorar Marcelo Crivella, deverá trazer combatentes históricos, a exemplo de Darc Costa. A novidade é que Lessa pretende contar com militares da reserva, notadamente ex-comandantes da Escola Superior de Guerra. É preciso blindar Crivella.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 A vitória de Marcelo Crivella já está provocando uma romaria do empresariado ao gabinete do ministro da Indústria, Marcos Pereira, evangélico e correligionário do novo prefeito do Rio. Nas primeiras 48 horas após as eleições, o número de telefonemas e pedidos de audiência cresceu consideravelmente. E dizer que até outro dia Pereira estava prestes a ser alvejado no cargo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 O ministro das Relações Exteriores José Serra não está em boa forma. E dessa vez não é a sua notória hipocondria. •••  A delação de Delcidio do Amaral está empurrando a Lava Jato na direção do ex-diretor de Furnas Dimas Toledo, ou seja, na direção de Aécio Neves. ••• Marcelo Crivella tem informações seguras de que o vazamento das fotos de sua prisão, em 1990, se deu por obra e graça de um de seus principais aliados. Um verdadeiro molequinho.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 Na equipe de campanha de Marcelo Crivella, um gaiato lhe lembrou de um acordo firmado com Aécio Neves para que o tucano subisse no seu palanque. Crivella fez que não ouviu.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.10.16
ED. 5475

Guia espiritual

 Marcelo Crivella vai ouvir a “voz do senhor” para decidir se participa ou não do debate da Globo previsto para o dia 28 – o último antes do segundo turno.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 A menos de duas semanas para o segundo turno, Marcelo Crivella formou uma coalizão da fé em torno da sua candidatura. Ele fechou o apoio da Igreja da Graça e da Igreja Mundial do Poder de Deus. Ambas são comandadas, respectivamente, pelo missionário R.R. Soares e pelo apóstolo Valdemiro Santiago, desafetos históricos de Edir Macedo, tio de Crivella.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 Na esteira do seu enorme prestígio, o juiz Sérgio Moro colocou a Maçonaria na moda. Pelo menos na cidade de Curitiba. Moro é grão-mestre da mística fraternidade. •••   A primeira-dama Marcela Temer vai visitar alguns estados para lançar o “Criança Feliz”. Tudo de forma muito comedida. •••  Clarissa Garotinho, filha do ex-governador Anthony Garotinho, tem lugar assegurado em um eventual governo de Marcelo Crivella no Rio de Janeiro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 Marcelo Crivella está montando uma ampla biodiversidade de alianças. Após fechar um acordo com Anthony Garotinho, negocia o apoio do PSDB no segundo turno das eleições. Já teria, inclusive, ofertado um cargo em seu governo para o candidato tucano Carlos Roberto Osório.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 Romário está sorrindo de orelha a orelha. Pesquisa recém-chegada às suas mãos, feita apenas dois dias após o anúncio da sua candidatura, o coloca empatado com Marcelo Crivella na disputa pela Prefeitura do Rio, ambos com 28%. No entanto, o que mais deu prazer ao Baixinho foi ver a posição de Pedro Paulo. O candidato do desafeto Eduardo Paes não chega a 5%. Ao olhar os números do peemedebista, Romário disse, com sua tradicional voz sibilada: “Esse daí, Peixe, já caiu para a segundona”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 Ao menos no Rio, Dilma Rousseff parece estar com o corpo fechado. Além da tropa de choque formada por Sergio Cabral, Pezão e Eduardo Paes, Dilma tem mantido frequente interlocução com Marcelo Crivella.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.