fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
assuntos

Máquina de Vendas

09.09.19

Recomeço no varejo

Luiz Carlos Batista, que rompeu a sociedade com Ricardo Nunes e deixou a Máquina de Vendas, pretende voltar às origens, montando uma operação de varejo no Nordeste. O empresário era dono da cearense Insinuante, que se juntou à Ricardo Eletro numa combinação que nunca encaixou, notadamente por conta das pontiagudas arestas entre Batista e Nunes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.06.19

Uma só prateleira

As negociações para a fusão entre a Máquina de Vendas/Ricardo Eletro e a ViaVarejo – informação antecipada pelo RR na edição de 29 de maio – avançaram algumas casas nos últimos dias. O Apollo Management, sócio da Starboard Partners na Máquina de Vendas, deverá entrar com aproximadamente 70% dos recursos necessários para a aquisição da fatia do Pão de Açúcar na empresa controladora do Ponto Frio e da Casas Bahia. Estima-se que o negócio chegue à casa dos R$ 2 bilhões. O passo seguinte será a criação de uma única holding, na qual serão penduradas as bandeiras da Máquina de Vendas e da ViaVarejo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.01.19

Máquina de Vendas e de dívidas

A Máquina de Vendas, leia-se Ricardo Eletro, estaria encontrando dificuldades para honrar o aluguel de algumas de suas lojas. Há casos, notadamente em shopping centers, em que o atraso de pagamento já teria chegado a três meses. A rede varejista vem tentando renegociar os débitos, no âmbito do seu processo de recuperação extrajudicial. Em novembro do ano passado, a 1ª Vara Cível de Aparecida de Goiânia (GO) determinou que a Ricardo Eletro deixasse a loja que ocupava no Buriti Shopping, decisão que a empresa tenta reverter na Justiça. Com uma dívida de R$ 1,5 bilhão sobre os ombros, o empresário Ricardo Nunes vem negociando já há alguns meses a venda da rede varejista para o private equity Starboard.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

31.08.18

Máquina de Vendas repõe estoques

Fabricantes de eletroeletrônicos e eletrodomésticos estão retomando gradativamente a entrega de produtos para a Máquina de Vendas, reflexo da venda da holding varejista para a gestora Starboard Partners. Por conta dos seguidos atrasos de pagamento aos fornecedores, a Ricardo Eletro vem operando com estoques extremamente baixos. Algumas lojas, segundo o RR apurou, dispõem de mercadorias apenas para duas semanas de operação.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.08.18

Chegada dupla no varejo

A anunciada venda da Máquina de Vendas, leia-se Ricardo Eletro, para a Starboard Partners é apenas um rito de passagem. O script traçado pela gestora de recursos prevê a reestruturação da empresa e a negociação do controle com um grande grupo estrangeiro da área de varejo. Segundo o RR apurou, um candidato ao negócio é a chilena Falabella.

O Grupo Ikea – uma das maiores redes de lojas de móveis da Europa, com faturamento anual em torno de US$ 45 bilhões – está tateando o mercado brasileiro. O desembarque se daria no ambiente de e-commerce. Seria um test driver para a posterior abertura de lojas. Ou não!

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.02.18

Esmagamento

A Máquina de Vendas, segundo o RR apurou, deverá fechar mais 20 lojas da bandeira Ricardo Eletro. Seria uma exigência dos bancos credores, que, ainda não assumiram o controle da companhia, mas, na prática, determinam cada passo de Ricardo Nunes, controlador do grupo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.01.18

Preparando o bote

A chinesa Alibaba, gigante do varejo eletrônico, acompanha de perto o desfecho da reestruturação da Máquina de Vendas. Há algum tempo, os asiáticos flertam com a ideia de ter uma operação física no Brasil. No ano passado, chegaram a estudar a compra da ViaVarejo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.11.17

Forasteiro no varejo

O grupo varejista chileno Falabella tem conversado com os bancos credores que estão assumindo o controle da Máquina de Vendas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.09.17

Trabalho sujo

O RR apurou que a Máquina de Vendas deverá passar por uma faxina antes da transferência do controle aos credores. Exigência dos próprios bancos, que, assim, empurram para os atuais acionistas a autoria das maldades, leia-se fechamento de lojas e demissões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Prestes a assumir o controle da Máquina de Vendas em troca de uma dívida de R$ 1,5 bilhão, os bancos credores não vão ficar muito tempo vendendo geladeira e liquidificador. Já abriram canais de negociação com potenciais candidatos à aquisição da rede varejista, dona da bandeira Ricardo Eletro. Entre os pretendentes está a chilena Falabella, que, recentemente, manteve gestões para a compra da ViaVarejo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.