Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
assuntos

LetterOne

11.03.16
ED. 5325

Sombra de Putin ronda a Petrobras

 Há um novo e inusitado candidato à compra dos campos de produção da Petrobras. Trata-se do magnata ucraniano Mikhail Fridman, prócer de um seletíssimo grupo de empresários que fez fortuna à sombra de Vladimir Putin. A LetterOne, sua companhia de investimentos, abriu conversações com a estatal e, segundo o RR apurou, já teria acessado o banco de dados disponibilizado pela petroleira.  Dono de um patrimônio tão gigantesco quanto misterioso, Fridman não é um personagem qualquer. A possibilidade de a LetterOne adquirir ativos da Petrobras causa calafrios na própria ANP e no mercado em geral. Fridman carrega um extenso histórico de operações controversas, litígios societários e nebulosas relações com o poder – é suspeito de ligações com a KGB e boa parte da sua fortuna veio da venda da petroleira TNK-BP para a estatal russa Rosneft por US$ 14 bilhões. No ano passado, foi expulso do Reino Unido. O governo do primeiro-ministro David Cameron o obrigou a vender ativos no Mar do Norte por temor de sanções da União Europeia após a invasão russa na Ucrânia. Não por acaso, segundo fontes do RR, o Ministério Público já acompanha os passos de Fridman no Brasil. Em vez de solução, sua presença pode acabar se tornando um problema a mais para a Petrobras e seu plano de desmobilização de ativos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.