fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
14.01.22

Saúde é o que interessa

A norte-americana Bain Capital está em busca de ativos na indústria farmacêutica no Brasil. A gestora já é acionista da mega empresa de medicina de grupo criada com a fusão entre Hapvida e Intermédica. E recentemente comprou a Bionexo, empresa de tecnologia voltada à área de saúde.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.01.22

Vendendo saúde

Com o sinal verde do Cade para a associação, os controladores da Hapvida e da Intermédica já planejam uma oferta de ações da nova holding resultante da fusão das duas empresas. Tem tudo para ser uma das grandes operações do mercado de capitais brasileiro em 2022. O novo grupo já nasce com um faturamento de R$ 20 bilhões e um market share de 18% no setor de planos de saúde.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.07.21

Avant première

Informação de cocheira: a Hapvida e a Notre Dame Intermédica planejam uma oferta de ações tão logo seja consumada a fusão entre as duas empresas de planos de saúde. Seria uma operação das grandes. A nova companhia já nasce com um valor de mercado superior a R$ 110 bilhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

09.02.21

Esbanjando saúde

Informação de cocheira: os executivos da Hapvida e da Intermédica, já fazem planos de construir até três hospitais em São Paulo ainda neste ano. As duas empresas estão prestes a selar uma das maiores fusões da história do mercado de planos de saúde no Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.08.20

Plano de saúde

Um ano após levantar R$ 2,3 bilhões com uma oferta primária, a Hapvida estuda realizar um follow up em Bolsa. Prenúncio de novas aquisições. No mês passado, a empresa anunciou a compra de 87,5% do Grupo São José, uma das maiores operadoras de planos de saúde do interior de São Paulo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.03.20

Plano de saúde

A Hapvida estaria em conversações para a compra da Assim. Tradicional plano de saúde do Rio, a empresa soma 600 mil vidas e faturamento anual de R$ 1,2 bilhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.09.18

Reanimação hospitalar

O grupo cearense Hapvida, que amealhou recentemente R$ 3 bilhões com o seu IPO, estuda assumir o Hospital Espanhol, de Salvador. A unidade está fechada desde 2014, com dívidas da ordem de R$ 150 milhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.07.18

Saúde redobrada

Cacifada pela recente captação de R$ 3,3 bilhões, a empresa de medicina de grupo Hapvida negocia a compra de um hospital em São Paulo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.05.18

Hapvida avança para o “Sul Maravilha”

O Nordeste ficou pequeno para a Hapvida, que acaba de captar quase R$ 3 bilhões com seu IPO. A operadora de planos de saúde cearense vai partir para a compra de hospitais no eixo Rio-São Paulo

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.03.18

Hapvida sai à caça de planos de saúde

O empresário cearense Candido Pinheiro Lima – tratado por seus pares como “o Edson Bueno do Nordeste”, em alusão ao fundador da Amil – vai partir para a consolidação de operadoras de planos de saúde na região. Fôlego financeiro não lhe faltará: os recursos virão do IPO da sua companhia, a Hapvida, programado para abril – a expectativa é de uma captação entre R$ 3 bilhões e R$ 3,5 bilhões. Um dos alvos, segundo o RR apurou, seria a Smile Saúde, que atua em Alagoas e na Paraíba. A Hapvida mira também na Unimed Norte-Nordeste, que tem enfrentado percalços – no início deste mês, a ANS chegou a suspender a comercialização de planos de saúde da operadora por irregularidades no atendimento e nas coberturas garantidas. A Hapvida é a maior empresa do setor no Nordeste, com mais de três milhões de vidas e receita da ordem de R$ 3 bilhões/ano. Pinheiro Lima ataca para se defender: seu objetivo é reforçar a posição da companhia em seu habitat no momento em que as grandes operadoras nacionais expandem sua atuação no Nordeste. Não por acaso: dos 13 estados que fecharam o ano de 2017 com crescimento do número de associados a planos de saúde, seis são do Nordeste.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.