Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
05.08.15
ED. 5178

Beto Sicupira dá aula na pátria educadora

 Se alguém quiser saber das ideias de Carlos Alberto Sicupira sobre educação, pode perguntar à presidente Dilma Rousseff. É isso mesmo! Sicupira, um dos Lemann Brothers, é tido por Dilma como um dos bilionários em uma mão de cinco com preocupação nacional. Não se trata, portanto, de um financista canônico. Ele é capaz, por exemplo, de desmontar sua agenda para fazer uma reunião com Roberto Mangabeira Unger e tratar do seu assunto predileto. Seu interesse por educação atravessa governos anteriores: Sicupira tinha conversas sobre o assunto com FHC e Lula. Atualmente, tem contribuído com sugestões para o Pátria Educadora. Na concepção do empresário, se não for despertada a inteligência dos jovens até os 12 anos, eles serão uma geração perdida. Sicupira acha que é um crime o que se tem feito com a educação de primeiro grau.  Se, por um lado, Beto Sicupira exerce o papel de “empresário-estadista”, por outro contribui com permanente benemerência. Seja por meio da Fundação Estudar, seja com recursos do próprio bolso, ele financia cursos de formação de estudantes brasileiros no exterior. Aliás, é surpreendente esse Beto Sicupira, que não lembra cerveja, catchup e carne moída. O empresário é um dos principais quebra- galhos do governo quando o assunto é desenrolar problemas com os burocratas do Partido Comunista Chinês. É uma espécie de bônus do peso da InBev por aquelas bandas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.