fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
08.02.21

Campanha

O bispo Edir Macedo entrou na campanha pela indicação do evangélico William Douglas, desembargador do TRF-2, para o Supremo. Seria também o candidato de Flavio Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.01.21

Níver do bispo

Nos corredores da Record, já é dada como certa a presença de Jair Bolsonaro na celebração do aniversário de Edir Macedo, no dia 18 de fevereiro. Ambos formam uma coalizão de fé.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.11.20

Cine-Bolsonaro

Edir Macedo tem um projeto de fé para 2022: produzir a cinebiografia de Jair Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

13.10.20

Bolsonaro pede bênção para indicar ministro do Supremo

Há uma corrente de fé em torno da indicação do juiz federal William Douglas dos Santos para a próxima vaga do STF, em 2021, em substituição a Marco Aurelio de Mello. Nos últimos dias, segundo fonte do Palácio do Planalto, seu nome foi fervorosamente defendido junto a Jair Bolsonaro pelo bispo Edir Macedo e pelo missionário RR Soares, líderes, respectivamente, da Igreja Universal do Reino de Deus e da Igreja Internacional da Graça de Deus. Significa dizer que o nome de Santos tem a bênção de dois dos principais pilares da base de Bolsonaro entre os evangélicos. Ambos têm crédito junto ao presidente. Exercem, inclusive, um papel estratégico de defesa permanente do “bolsonarismo” em contraste, por exemplo, com o pastor Silas Malafaia, que, desde o início do governo, mantém uma relação de tapas e beijos com Bolsonaro. William Douglas dos Santos, membro da Igreja Batista, é bem  próximo de RR Soares. No ano passado, esteve junto com ele em um encontro com Bolsonaro e a chamada bancada da Bíblia, quando se discutiu a possibilidade de extinção total de tributos para as organizações religiosas. Não por coincidência, este é um dos fatores que alimentam o lobby pró-Santos entre os evangélicos. Sua presença no STF aumentaria a possibilidade da Corte analisar a isenção tributária plena para as Igrejas, tema juridicamente controverso.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Celso Russomanno e Marcelo Crivella vão gravar mensagens de apoio recíprocas para a campanha eleitoral. Além do partido (Republicanos), ambos têm em comum o apoio de Edir Macedo, “patrão” de Russomanno na Rede Record e tio de Crivella.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.04.20

Bolsonaro agradece

Edir Macedo, ao que parece, entrou na campanha pela cloriquina. A Record tem feito seguidas matérias a favor do medicamento. Já, já cria um quadro para a imunologista Nise Yamaguchi, segunda maior defensora, no país, do uso da substância contra a Covid-19. O primeiro, como se sabe, é Jair Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.02.20

Carnaval

O governo prepara uma campanha na TV contra o assédio sexual, para ser lançada antes do Carnaval. Conforme se verificou com a distribuição de verbas da Secom ao longo de 2019, quem vai cair na folia são Edir Macedo e Silvio Santos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.10.19

Banco do bispo

Edir Macedo, dono de 49% do Banco Renner, se movimenta para ficar com o controle da instituição. Assumir o mando do banco significaria levar de arrasto o Digi+, o braço digital do Renner.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.10.19

Biografia do mito

Edir Macedo soprou ao pé do ouvido de Jair Bolsonaro o desejo de produzir sua cinebiografia. O Bispo entende do riscado: já lançou dois filmes sobre a sua vida.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Johnny Saad, dono da Band, opta pela discrição. Tem evitado aderir ao exibicionismo da trupe Silvio Santos, Edir Macedo e Marcelo de Carvalho em seu escancarado apoio a Jair Bolsonaro. E não é o por falta de recomendações e “pressões” neste sentido dentro de sua própria emissora, a começar pelo apresentador José Luis Datena.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.