Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
09.06.17
ED. 5637

Arrastão elétrico

A italiana Enel está fazendo um cata-cata de ativos de distribuição de energia no Brasil. O grupo tem interesse em participar do leilão da Ceal, de Alagoas, e da Cepisa, do Piauí, hoje sob gestão da Eletrobras. Ambas fazem parte do embrulho de distribuidoras federalizadas que serão ofertadas no PPI – a essa altura, sabe Deus quando. No ano passado, a Enel arrematou o controle da goiana Celg, que também estava pendurada na Eletrobras. Consultada, a empresa diz “que está atenta a oportunidades, mas não comenta sobre ativos específicos”.

______________

Além da busca por novos ativos, a Enel vai investir ao longo deste ano US$ 285 milhões na Ampla, uma de suas distribuidoras no Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.06.16
ED. 5392

Cepisa

 Os planos do governo de privatizar ainda neste ano a Cepisa, uma das distribuidoras federalizadas pela Eletrobras, podem esbarrar na Aneel. Na agência, já se discute a possibilidade de intervenção na distribuidora piauiense. A decisão seria motivada pela piora dos indicadores técnicos e operacionais e pela preocupante situação financeira da companhia. A Cepisa tem um passivo a descoberto da ordem de R$ 700 milhões. Ou seja: se a Aneel nada fizer, a questão é saber que investidor se candidata a pegar essa lâmpada incandescente.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.