Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
31.01.17
ED. 5550

Estilo Benjamin

Benjamin Steinbruch tem dado uma canseira nos chineses da CBSteel, interessados na compra de uma participação de até 25% na Congonhas Minérios, braço da CSN. Quando os asiáticos acham que o negócio vai andar, Benjamin chega e dá mais uma puxadinha no preço do ativo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.10.16
ED. 5480

Um estado à caça de uma siderúrgica

 Além das negociações em curso com a CBSteel , o governador Flavio Dino ainda tenta convencer a também chinesa Baosteel a instalar uma siderúrgica no Maranhão. Há cerca de um mês, encaminhou à companhia uma nova proposta, que, entre outros benefícios, prevê uma isenção de 90% do ICMS pelo período de 20 anos – em linha com as contrapartidas ofertadas à pró- pria CBSteel. O governo maranhense confirmou também a cessão de um terreno de 2,5 mil hectares em Bacabeira.  Flavio Dino está no seu papel, mas a tarefa é inglória. As negociações com a Baosteel estão em banho-maria desde março, quando uma comitiva de executivos do grupo chinês se reuniu com o governador em São Luis. O projeto original, ressalte-se, já foi bastante ceifado. Começou em US$ 4 bilhões e, na última forma, já estava em aproximadamente US$ 2,5 bilhões. Nem assim saiu do papel.  Como se sabe, tanto o projeto da Baosteel e, mais recentemente, o da CBSteel são torpedeados pelas siderúrgicas nacionais. Ambos adicionariam uma capacidade de seis milhões de toneladas de aço à produção nacional no momento em que a indústria opera com uma ociosidade na casa dos 40%. • A seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Governo do Maranhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.