fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
27.04.22

Especialidade da casa

O Advent estaria em conversações para a compra da operação do Makro no Brasil. Os valores sobre a mesa giram em torno de R$ 3 bilhões. O fundo norte-americano já tem um case de sucesso no varejo brasileiro: comprou o Walmart no país por cerca de R$ 2 bilhões e, três anos depois, vendeu a empresa por R$ 7,5 bilhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

18.04.22

Tigre asiático

O RR apurou que a Tigre planeja entrar na China. De acordo com a fonte da newsletter, o projeto passa pela aquisição de uma fabricante local de tubos e conexões. A empresa mira não apenas o consumo chinês, mas a possibilidade de acessar outros mercados asiáticos. O investimento deverá ser o primeiro grande movimento após a chegada do Advent na companhia catarinense. Em fevereiro, os norte-americanos compraram 25% do capital por R$ 1,35 bilhão. A Tigre, ressalte-se, é um caso raro de empresa brasileira multinacional à vera: são 14 fábricas em nove países. No ano passado, fez um de seus principais movimentos no exterior: comprou a Dura Plastic, maior fabricante de componentes de PVC dos Estados Unidos. Procurada, a companhia não quis se pronunciar.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.02.22

Boca do caixa

Além de grupos do varejo, a gestora norte-americana Advent também entrou no rol de candidatos à compra do Privalia. A companhia, maior outlet virtual de moda do Brasil, é avaliado em cerca de R$ 1,2 bilhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.01.22

Fila indiana

A Solvay tem batido à porta de grandes fundos internacionais para vender a sua divisão de produtos químicos no Brasil, a Coatis. Além do Advent e do Apollo, teria procurado também o Carlyle. O negócio é avaliado em torno dos R$ 300 milhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.12.21

Venda do controle parece ser o melhor remédio para a DPSP

Os acionistas da Drogaria Pacheco São Paulo (DPSP) vêm mantendo conversações com grupos do setor e fundos internacionais para a venda do controle da companhia. Segundo a fonte do RR, entre os candidatos estariam a Pague Menos, maior varejista farmacêutica do Norte e Nordeste, e o Advent. Trata-se de um negócio avaliado em R$ 12 bilhões, capaz de chacoalhar as prateleiras do setor.

Em caso de aquisição da DPSP, a Pague Menos, do empresário Deusmar Queirós, chegaria a quase R$ 20 bilhões em faturamento, encostando na líder do mercado, a Raia Drogasil, com receita de R$ 22 bilhões. Procuradas, DPSP, Pague Menos e Advent não se pronunciaram. A DPSP vem de uma temporada de solavancos. Em 2020, cresceu apenas 1,6%, bem abaixo do setor (quase 9%).

A performance decepcionante foi fundamental para a saída do então CEO do grupo, Marcelo Doll, que deixou o cargo em julho. Mais do que isso: aumentou a efervescência entre os mais de 20 acionistas da DPSP, oriundos da Drogaria Pacheco e da Drogaria São Paulo, que deram origem ao grupo. Dentro da própria empresa, há quem diga que eles talvez só venham a se entender quando não estiverem mais sob o mesmo teto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.10.21

Duelo hospitalar

A Advent também estaria na disputa para a compra do Grupo Santa, uma das principais redes hospitalares do Centro-Oeste. Seu principal concorrente é a Rede D ́Or – ver RR de 10 de agosto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

13.10.21

Advent no páreo

O Advent está na disputa por uma das maiores empresas de tecnologia do Brasil. E mais o RR não diz.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.10.21

Voz de comando

Como é do seu estilo, o empresário Chaim Zaher voltou à Yduqs (antiga Estácio) com sede de mandar. Teria como aliado o Advent, outro importante acionista da companhia.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.21

Portas escancaradas

Os irmãos Paulo e José Roberto Garcia estariam com conversações com o Advent para a venda de parte da Kalunga. O mundo dá voltas. Em 2013, a gestora tentou comprar uma participação na rede varejista, mas encontrou as portas fechadas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.06.21

Coalizão química

O Advent e empresa petroquímica Indorama, da Índia, estariam costurando uma parceria para a compra conjunta da Oxiteno. Estima-se que a companhia de especialidades químicas do Grupo Ultra esteja avaliada em torno de US$ 1,5 bilhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.