22.09.17
ED. 5710

As malas da Gol

Segundo informações da própria da Gol, a companhia projeta uma receita adicional em torno de R$ 90 milhões por ano com o despacho de bagagens dos passageiros. Pode ser pouco, pode ser muito, depende do por onde se olha. A cifra não cobre sequer 1% da dívida líquida da empresa, na casa dos R$ 10 bilhões. Em compensação daria para pagar nove vezes a contribuição ilegal de R$ 10 milhões que a Gol repassou ao PMDB, segundo a delação de um de seus próprios fundadores, Henrique Constantino.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.