02.06.15
ED. 5133

Queiroz Galvão

A Queiroz Galvão está revendo sua participação na construção da hidrelétrica de Tumarín, na Nicarágua, orçada em pouco mais de US$ 1 bilhão. Em tempos de Lava Jato, uma boa dose de prudência não faz mal a ninguém. O controverso projeto da Eletrobras tem sido duramente questionado pelos minoritários da empresa. Ainda assim, a estatal segue no empreendimento.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.